quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Bife com Ovo a Cavalo (Sem Mosquito na Garupa!) - Intercâmbio Culinário


Oie gente!
Para alegria geral da nação e tranquilidade da minha querida Ameixinha, venho postar a minha segunda participação no Intercâmbio Culinário.
O blog idealizado pela Nana, muito bem cuidado também pela Ameixa e meio abandonado por mim mesma (é a falta de tempo, eu juro!), está fazendo o maior sucesso por essa blogosfera culinária.
A idéia é simples, você acha um parceiro de Portugal, se for brasileiro ou do Brasil se for português, manda uma lista de receitas típicas, escolhe e executa uma receita que seu parceiro te mandou, posta no seu próprio blog e manda a história e a foto pro e-mail intercambioculinaria@gmail.com e está feito!
E diz se meu selinho não é um arrasoooooooo, adoro ele^^
Eu adorei minhas duas experiências, a primeira com a querida Nani, onde aprendi a fazer uma deliciosa Carne de Porco à Portuguesa e agora com a Ameixinha com esse bife a cavalo.
Aqui em casa já conheciamos essa receita, alias o maridão é louco por ela^^
Por que então eu escolhi uma receita que já era conhecida? Simples!
Exatamente por esse motivo, eu nunca iria imaginar que o nosso bom e velho bife a cavalo também era tipíco em terras lusitanas. Coisas dessa cultura em comum com nosso pais irmão.
A Ameixa disse que em Portugal, acém é uma carne macia, de primeira, ótima pra bifes e afins, já nas terras tupiniquins, o acém é ótimo pra um cozido. Sendo saborosa e mais firme, precisa de um bom tempo de cozimento, então não ia rolar fazer um bife.
Usei um bom contra-filé, essa sim uma carne macia e própria pra um bom e suculento bife.
Apesar de ter uma receitinha toda especial e meu próprio modo de temperar e preparar bifes, eu segui a risca a receita da Ameixa, temperando apenas com as lâminas de alho (sempre uso alho amassado), sal e pimenta (sempre acrescento um limão). Não fui nada light, pois fritei com banha de porco. Não que tenha o costume de cozinhar de modo tão calórico, mas às vezes é bom experimentar um novo sabor. Uma colherinha de banha uma vez na vida não mata né?!
E o sabor que essa banha deu foi incríveeeeeeeeeeel.
Estalei o ovinho no azeite, que também não é costume aqui em casa, salpiquei o danadinho com orégano (eu não gosto, mas o maridão pediu^^) e fritei umas batatinhas em palito, pro prato ficar com mais de típico.
E tarammmmmmmmmmmmmmmmmm... sai um delicioso bife à cavalo a moda de Portugal!
Fez sucesso por aqui, o maridão que já era doido por esse prato, adorou a versão "turbinada" da Ameixinha! Mamãe limpou o ovinho que sobrou no fundo do prato com o bife, quase morri de rir da cena! Huahuahuahuahuahua... parecia morta de fome!
E os dois quase morrem de rir da história do "bife à cavalo, mas sem mosquito na garupa".
Isso é coisa da Nana, ela me disse que o marido dela saia do pregão da bolsa (óia que chissssque!) e ia pra essas lanchonetes mega chiques do Centro de Sampa e pedia, junto com os colegas, o bendito do bife... Mas sempre, quando o garçom se afastava ele gritava: "Mas sem mosquito na garupa!", huahuahuahuahuahuahua... não é um abusado?!
Gente, adooooooooooro o Intercâmbio, como sempre meu sangue português se assanha!
Recomendo pra todo mundo participar, é uma festa^^
Kisss pra todos^^

Bife com Ovo a Cavalo (Região da Estremadura)
Para 4 pessoas

Ingredientes:
4 bifes do acém, da vazia ou de sua preferência
2 colheres de sopa de banha ou azeite
4 dentes de alho
4 ovos
Sal
Pimenta
Azeite para estrelar os ovos (ou óleo)

Modo de fazer:
Cortam-se os dentes de alho em lâminas finas. Polvilham-se os bifes com os alhos, sal e pimenta. Passados 30 minutos, põe-se a banha (ou azeite) na fritadeira, deixa-se aquecer e fritam-se os bifes dos dois lados. Entretanto, estrelam-se os ovos e colocam-se em cima dos bifes. Serve-se com batata frita em palitos grossos.

12 comentários:

Mari Azevedo disse...

Amigaaa, tá lindo demais seu bife a cavalo!! Ameixinha escolheu mto bem a receita e vc executou bem demais!!! Amei, saborosa demais da conta... =D
Smackssss

Nana disse...

Huahuahua
e o mosquito nunca é esquecido!
Agora tá até xisque da vida, tá na net mãe. huahuahua
Doida hahaha
bjs amiga

Téia disse...

Axly minha querida, você é mesmo muuuto divertida, seu jeito de escrever me alegra o dia. A história do mosquito é o toque final para esta receita deliciosa, que não como há anos, por pouco tempo. Também, com esta dupla, como poderia estar menos que ótimo...Bj lindona.

ameixa seca disse...

Eh eh... super tranquila :)
Espero que tenhas gostado. Eu adorei o escondidinho ;)
Abraço!

Rose disse...

Ri muito com a estória do bife sem mosquito na garoupa...rsrss, bife a cavalo é bom demais!!! E o seu ficou supersuper...apetitoso.
Axly, acabei de fazer um post para o Rei da quinzena, mas não sei como enviar, vc me diz como?
Beijokas.

Anônimo disse...

Aumente o numero de visitas do seu blog, cadastre seu blog na comunidade do Almanaque Culinário, acesse:
http://www.almanaqueculinario.com.br/lista-de-blogs/cadastre.html

Glau disse...

Querida Axly, dei mta risada com seu post! Menina, não não tinha idéia que se comiam bife à cavalo nas terras lusitanas...
Faz tanto tempo que não como um bifinho assim...

Adorei a história sem o mosquitinho! :)

Bjão querida

Nani disse...

Esse bifinho a cavalo está um verdadeiro manjar, é um clássico da nossa cozinha, bjs

Mão na Massa disse...

olá!
Parece que o ovo gosta de galopar an?!
Eu adoro este prato!

Mnmham mnham, É verdade como anda a correr a troca com o Cupido? Bjs

Eliana Scaramal disse...

Bife a cavalo é mesmo tudo de bom!! Fiquei babando com sua foto.

www.saboresdalica.blogspot.com

Filipa disse...

Não é um prato que se coma todos os dias mas de vez em quando sabe tão bem não é mesmo?? Eu adoro!

beijinhos

Xana disse...

E quem não gosta de 1 bom bife com ovo a cavalo???... Eu adoro :)
bjinhus